Precisa haver um Superman?

Precisa haver um Superman?

Essa é a pergunta na capa do Superman #247, de 1972 e é uma pergunta bem complexa. Não quero refazer aqui essa questão, pelo menos não no mesmo contexto filosófico. Não quero questionar o impacto dos atos de um super herói do porte do Homem de Aço no desenvolvimento da humanidade no mundo dos quadrinhos. Esses questionamentos, curiosamente, fazem um paralelo com discussões reais da atualidade, que pretendem colocar o ser humano como responsável pela construção de um mundo harmonioso e pacífico, ao invés de depositar uma fé cega em seres superiores para que resolvam tudo em seu lugar.

Hoje minha pergunta é mais simples: Quando é que a nova série de filmes sobre o Superman, iniciada em 2013 com Man of Steel vai nos dar uma razão para estarmos felizes com a presença do último filho de Krypton em nosso planeta?

O primeiro filme deixou para trás um rastro de morte e destruição. A luta entre os dois conterrâneos alienígenas resultou, segundo estudos divulgados à época do filme, na “morte” de cerca de 129.000 pessoas, deixando ainda algo em torno de 250.000 desaparecidos (muitas das quais também mortas) e quase um milhão de feridos. Além das perdas humanas, estimou-se também um prejuízo de mais ou menos 700 bilhões de dólares.

IMG2.gif

Segundo o filme, até ser encontrado e confrontado pelo General Zod, Kal El/Clark Kent vivia no anonimato entre os terráqueos, junto aos pais adotivos, o casal Kent, que sempre lhe deram a orientação de esconder sua origem e seus super poderes. Ele, no entanto, acaba sendo forçado a revelar a si mesmo quando Zod vem obter dele o Codex, para assim reconstruir Krypton na Terra (o que, acredito, seria uma ideia ainda pior do que a que tiveram aqueles que povoaram esse planeta com humanos).

IMG3

A luta entre eles, de proporções épicas, deixa apenas escombros em volta. Superman venceu? Venceu. Salvou a humanidade? Não exatamente. Em primeiro lugar: a humanidade estaria em perigo se Kal El não estivesse em nosso planeta? Não. Todo o problema não teria ocorrido se simplesmente Jor El tivesse escolhido outro lugar para enviar seu herdeiro, com tal valiosíssima informação escondida em seu código genético.

Ok, superemos isso, afinal quem vive de passado é arqueólogo. Acontece que o novo trailer de Superman v Batman, que é uma continuação de Man of Steel, mostra a origem de um dos piores inimigos de Kal El: Doomsday. Lá mostra que Lex Luthor irá usar o corpo de Zod para criar o super vilão. Tá, e daí?

IMG4

E daí que outra vez o perigo só existe por causa da existência do Superman por aqui. E o trailer já mostra um cenário destruído durante cenas de batalha que envolvem, além de Apocalipse e Superman, Batman e Mulher Maravilha. E os civis? Estarão de novo em perigo?

Há muitas formas de abordar esse personagem e muitas adaptações possíveis, que poderiam tornar Superman um herói para a humanidade, inspirando confiança e bondade, ao invés de desconfiança e medo. O herói, nas HQs, foi mais humanizado no decorrer do tempo e passou a ser uma inspiração, muito mais do que um deus entre os homens, que resolve tudo. Muito menos “super” e bem mais “herói”. Por ora o Superman de Zack Snyder é um deus menino, que mal sabe ser humano, muito menos  herói. Vamos ver se o Batman ensina a ele a ser um humano heroico, ou se a Mulher Maravilha o ensina a ser um deus heroico. Em todo caso eu preferia que Jor El tivesse escolhido outro lugar do universo para largar seu filho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s