Spotlight Crítica

Spotlight – A busca por uma verdade incômoda

A trama do filme, que é baseada em uma história real, se passa dentro do The Boston Globe, um jornal que tem uma “divisão especial” de investigação, o Spotlight, composta por 4 jornalistas: Walter ‘Robby’ Robinson (Michael Keaton), Mike Rezendes (Mark Ruffalo) , Sacha Pfeiffer (Rachel McAdams) e Matt Carol (Brian d’Arcy James). O novo editor-chefe, Marty Baron (Liev Schreiber) dá a equipe uma nova missão: apurar denúncias de pedofilia por parte de padres da arquidiocese local.

O diretor Tom McCarthy consegue conduzir muito bem cada personagem, mas dentro do time fica claro que Ruffalo, Keaton e McAdams tem mais destaque. Brian d’Arcy James foi um pouco mal utilizado, mas nada que atrapalhe, a interpretação dele é boa e mais introspectiva. Mark Ruffalo, que concorre ao Oscar merecidamente, faz excelente trabalho, o seu personagem (Rezendes), é o mais dedicado à investigação e percebe-se nas expressões dele o que ele está sentindo. Rachel MacAdams e Michael Keaton estão, como de costume, muito bem e vale a pena destacar Liev Schreiber como Marty Baron.

Spotlight Review

O filme tem um tom de documentário, um documentário de alto nível, diga-se de passagem. A trama se passa em 2001, o trabalho dos meios de comunicação era muito diferente. Em um dado momento um personagem solta: “a internet está nos matando” e era apenas o inicio do que vemos hoje. Talvez por isso a investigação pareça mais interessante. Nada de smartphones e tablets, tudo era investigado “na unha”, buscando jornais antigos, entrevistando pessoas, correndo atrás, literalmente.

Apesar do tema, o filme não agride a fé das pessoas. É uma crítica à conivência da comunidade e das autoridades em relação aos abusos de membros do clero contra crianças. Vale a pena conferir, é um excelente filme que prende a atenção do inicio ao fim, não tem termos difíceis ou diálogos complexos, tudo muito preto no branco, direto, como deve ser a verdade que essa equipe busca expor. O longa concorre a 6 Oscares e não há dúvidas que é um fortíssimo concorrente a levar a estatueta de Melhor Filme.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s