O Quarto de Jack Crítica

O Quarto de Jack – O mundo através dos olhos de um menino

O Quarto de Jack (Room), longa de 2015 dirigido por Lenny Abrahamson e estrelado por Brie Larson e Jacob Tremblay, é um filme tocante e sensível.

O filme traz a história de Jack (Jacob Tremblay), um menino de 5 anos. Ele narra durante o filme, de modo divertido e inocente, suas experiências, descobertas, seus sentimentos pela mãe, Joy Newsome (a ótima Brie Larson), suas curiosidades, medos e suas impressões do que considera ser o mundo. Acontece que o mundo do menino se resume a um quarto, que ele divide com a mãe e do qual ele nunca saiu. Para ele o quarto é o próprio mundo e é onde ele se sente seguro e feliz na maior parte do tempo. Na TV antiga, que ele assiste avidamente, pessoas, animais, plantas, tudo é irreal, não existe. Não existe nada fora do quarto e nem poderia. Fora do quarto está o espaço sideral, vazio. Cada item do quarto é seu companheiro e objeto de seu carinho, mas é a mãe o centro de seu pequeno mundo, sua única amiga, seu verdadeiro amor.

Quando ele dorme, num colchão improvisado dentro de um guarda roupas que fica fechado, coisas estranhas acontecem em seu mundo. A porta se abre e entra o Velho Nick. Ele traz coisas que Jack sabe serem necessárias. Comida, sabonete, pasta de dente, às vezes um brinquedo. Ele fica em silêncio absoluto, foi o que aprendeu que deve fazer nessas horas, enquanto o homem dorme na cama da mãe. Logo cedo ele sai do guarda roupa e, como de costume, encontra a mãe sozinha na cama e então tudo volta a ser perfeito.

Jack não percebe, nem tem motivos para suspeitar, que o quarto não é o mundo. Ele não sabe que existe “fora”, e que poderia ter um cão de verdade, ao invés daquele que ele tem, imaginário. O único contato distante e frio que ele tem com o exterior é a visão do céu, proporcionada por uma claraboia, fora de seu alcance.

A verdade é desesperadora, mas a mãe o protege dessa verdade o quanto pode e, de certo modo, o menino é feliz. Ao completar cinco anos de idade é que as coisas começam a mudar para Jack e ele tem que aprender a lidar com o mundo que o cerca, infinitamente maior do que ele imaginava. Aos poucos ele vai compreendendo coisas, através de seu olhar de criança, coisas profundas disfarçadas de simples, coisas complexas demais para adultos entenderem. A superação não é fácil para mãe e filho, mas se torna possível graças ao amor e paciência da mãe de Joy, Nancy (Joan Allen) e de um amigo da família, Leo (Tom McCamus). O filme emociona e passa mensagens importantes, que fazem a arte do cinema valer a pena para além do entretenimento. As atuações e a história, baseada no livro homônimo de Emma Donoghue, são o ponto forte desse filme inesquecível. Vale muito a pena assistir, é uma experiência transformadora.

Anúncios

Um comentário sobre “O Quarto de Jack – O mundo através dos olhos de um menino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s