Sancho Pança

Os maiores Sidekicks da ficção

Alguns dos mais queridos personagens da ficção não teriam alcançado o sucesso em sua jornada não fosse pela ajuda constante de um amigo fiel. Esses ajudantes quase sempre se mantém à sombra, aparecendo sempre que necessário para motivar, aconselhar, defender, alegrar ou apenas para emprestar ouvidos atentos. O que seria de alguns heróis sem seus leais parceiros? Listamos alguns dos sidekicks mais imprescindíveis do universo fictício:

Sancho Pança

Sancho Pança:

Sancho Pança é um personagem de Dom Quixote, clássica obra do escritor espanhol Miguel de Cervantes. Sancho servia ao fidalgo Alonso Quixano que, após ler compulsivamente romances de cavalaria, acaba perdendo o juízo e começa a pensar ser ele mesmo um cavaleiro andante chamado Dom Quixote. Ele faz de Sancho Pança seu escudeiro e, juntos, começam suas andanças para desfazer injustiças e ajudar os necessitados. Dom Quixote tem uma visão e discurso antiquados diante da vida. É Sancho que entra com o bom senso, a praticidade e ceticismo. Ele é um homem comum que empresta algum equilíbrio a personalidade fantasiosa e romântica de Dom Quixote. Ao longo da jornada é possível perceber uma “sanchinização” de Dom Quixote, ao mesmo tempo que há uma “quixotização” de Sancho. No fim Alonso Quixano recupera a lucidez em seu leito de morte e é Sancho quem tenta convencê-lo a voltar com suas fantasias. Sinal que o bom senso sempre sente falta de um pouco de loucura.

Spock

Spock:

Mr. Spock é um personagem de Star Trek e companheiro inseparável do capitão Kirk. Spock é meio humano, meio vulcano e por isso tem uma personalidade contraditória muito interessante. Como humano ele tem emoções que são difíceis de dominar, mas como vulcano ele tem um senso de lógica além do normal. Isso gera conflitos internos que servem como pano de fundo para muitas situações que permeiam a amizade entre ele e Kirk. Se por um lado ele é uma voz sábia para o capitão da nave Enterprise, por outro Kirk o ajuda a compreender e lidar com sua humanidade. Uma dupla que é puro sucesso.

Dr. Watson

Dr. Watson:

Sherlock Holmes, o maior detetive de todos os tempos, criado pelo escritor Sir Arthur Conan Doyle, jamais teria se tornado tão famoso e querido não fosse por seu melhor amigo e colaborador Dr. James Watson. Médico e veterano na guerra da Criméia, Dr. Watson é humano, sensível, dado a empatia, o oposto do arrogante, frio e excêntrico Sherlock Holmes. Watson é aquele que consegue ver o ser humano que existe dentro do detetive e, como seu biógrafo, é graças a ele que podemos conhecer melhor esse personagem extraordinário que poderia passar apenas por um gênio desumano com carisma aparente zero.

Jesse Pinkman

Jesse Pinkman:

Breaking Bad é uma das séries de TV mais cultuadas dos últimos tempos. Ela traz a história do químico Walter White, um pai de família comum que chuta o balde ao se descobrir com uma doença terminal. De um mero professor ele passa a produtor e distribuidor de metanfetamina, numa escalada impressionante de uma vida ordinária ao topo da cadeia alimentar dos chefões do crime. Mas ele não teria ido tão longe e nem com a mesma rapidez não fosse por Jesse, seu ex-aluno no ensino médio. Rebelde, perdido, Jesse é um típico delinquente, mas Walter vê nele um potencial para a química que ele mesmo desconhecia. É interessante que, no decorrer da história, vai ficando claro que Walter, apesar da vida irrepreensível que vivia até então, tinha uma natureza maquiavélica e cruel, enquanto Jesse, apesar de estar sempre as voltas com más companhias e praticando delitos, tinha em si uma inocência que acabou sendo sua ruína. Entretanto é essa essência boa que acaba ajudando o protagonista a encontrar uma certa redenção final, provando que, desde o início, Jesse era imprescindível em sua jornada.

img5

Samwise Gamgi:

Esse é um dos sidekicks mais badass que poderia ter sido criado. Sam, como é conhecido, é para muitos o personagem mais amado de O Senhor dos Anéis. Sam não apenas foi a voz da razão e o apoio emocional de Frodo por toda a jornada em direção a destruição do Um Anel, mas também cuidou da saúde de Frodo, o defendeu em varias situações e, literalmente, carregou Frodo nas costas, numa das cenas mais emocionantes já imaginadas, para que ele pusesse cumprir sua missão. Sam sabia que a grande tarefa de carregar o letal anel de Sauron não estava destinada a ele, mas percebeu que Frodo não conseguiria sozinho e, com lealdade e coragem, empenhou a vida para auxiliar seu amigo e mestre. Frodo dos nove dedos ficou famoso para sempre, mas não teria conseguido sem Samwise, o Bravo.

Essa é apenas uma pequena lista. Há muitos outros. São eles que nos mostram que mesmo sem os poderes ou habilidades dos protagonistas, é possível ter atitudes que fazem toda a diferença. É com eles que nos identificamos, eles são como a gente, usando toda a sua coragem e energia para apoiar uma causa. Inspirador não é mesmo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s