Heróis de Ressaca Crítica

Heróis de Ressaca traz humor inglês e crítica a uma geração

Vamos pra mais uma indicação de filme na Netflix. Dessa vez é o Heróis de Ressaca (The World’s End) que encerra a trilogia do Sangue e Sorvete, os outros dois são: Todo Mundo Quase Morto (Shaun of the Dead) e Chumbo Grosso (Hot Fuzz). A trilogia foi um projeto do diretor Edgar Wright e do ator Simon Pegg. Mas os filmes não tem relação direta entre eles e podem ser assistidos separadamente.

Apesar de o filme ser do gênero comédia não é do tipo que tem piadas o tempo todo e humor escrachado. É aquele tipo de humor inglês, sutil, que você tem que prestar atenção em cada fala e nas nuances dos personagens para entender a sacada.
Na trama Gary King (Simon Pegg) quer terminar uma missão da época em que era adolescente, junto a seus amigos de escola. A missão consiste em percorrer 12 pubs em uma só noite, bebendo em cada um deles. A missão de King não é fácil. Pra começar ele tem que convencer os velhos amigos, que já não são mais adolescentes, a entrar com ele nessa loucura. Aos poucos outros fatores vão sendo adicionados, dificultando ainda mais a tarefa.

Heróis de Resssaca

A princípio a trama parece simples demais, mas é perceptível que se trata também de uma crítica sobre a dificuldade dessa geração, que atualmente está na casa dos trinta, de amadurecer. O  protagonista, apesar da relutância dos amigos e outros contratempos, não desiste jamais de completar a missão, provocando cenas realmente absurdas.

King tem que lidar com a rivalidade que existe entre ele e o amigo Steve por causa de uma garota chamada Sam (Rosamund Pike) e ainda se resolver com um outro amigo, Andy (Nick Frost, também presente na trilogia toda), que o acusa de ter abandonado a amizade. Tudo isso remete aos tempos de escola.

Simon Pegg está muito bem no papel. No final tem até um parte em que seu personagem faz um discurso meio alcoolizado e deixa a entender que alguém tem bastante experiencia no assunto. Há também outras figuras carimbadas da “patota inglesa” como Martin Freeman, o nosso Bilbo/Watson e David Bradley, o  Walder Frey/Argus Filch/Setrakian.

Como dito no começo, Heróis de Ressaca (mais um péssimo titulo em português), é uma comédia sutil. Se você espera gargalhadas o tempo todo talvez se decepcione, mas o filme merece uma chance.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s