American Horror Story Roanoke - Primeiro episódio

American Horror Story traz novo formato para a série

Após muito suspense e especulação, estreou no último dia 14 a nova temporada de American Horror Story, cujo o subtítulo é Roanoke.

A série adotou um formato de documentário, intercalando depoimentos “reais” e cenas reproduzindo os fatos narrados. Lily Rabe é Shelby, uma das “pessoas reais” que passam o episódio todo falando com uma câmera sobre uma experiência vivida numa fazenda em Roanoke, Carolina do Norte. Também fazem parte do documentário seu marido Matt (André Holland) e a irmã deste, Lee (Adina Porter), que no documentário são vividos por Cuba Gooding Jr. e Angela Bassett. Achei meio que um desperdício a participação de Lily Rabe no episódio, creio que uma atriz mais desconhecida poderia fazer a parte dela. Shelby é interpretada no “documentário” por Sarah Paulson, outra grande estrela da série.

RoanokeHaviam muitas especulações sobre qual seria o tema dessa temporada e por fim se revelou que o tema teria relação com a colônia perdida de Roanoke. É um mistério que faz parte da história dos EUA, no qual mais de 100 colonos simplesmente desapareceram sem deixar pistas e nunca foram encontrados.

Mas o episódio não menciona a época das primeiras colônias e se passa no que parece ser o presente. Na trama o casal Shelby Miller e Matt Miller se mudam para uma fazenda em Roanoke depois de comprar a propriedade num leilão  e é ai que começam os problemas.

Apesar da inovação no formato essa fórmula de casa mal assombrada é um pouco batida dentro da própria série (explorada na 1ª e 5ª temporadas). Será que a série perdeu a capacidade de surpreender que foi apresentada até aqui?

O episódio em si não foi ruim. Rendeu alguns sustos e o clima está bem mais dark e melancólico que a temporada Hotel. As atuações, como sempre, estão muito boas, assim como a fotografia, a trilha sonora e ambientação. Mesmo com o formato documentário o ritmo segue bem, sem muitas interrupções e você consegue entender melhor a angústia que aqueles personagens passaram. Um detalhe no mínimo curioso é que teoricamente sabemos que os três personagens envolvidos estão vivos, já que estão dando depoimento no futuro. Mas isso é American Horror Story e, de repente, tudo pode ser diferente do que estamos pensando. Afinal não podemos esquecer que é tradição na série ter um piloto que traz uma história paralela enquanto a verdadeira trama da temporada se revela nos episódios seguintes.

As temporadas também costumam começar misteriosas, apenas estimulando a curiosidade, depois ficam realmente pesadas para, por fim, trazerem a história de redenção. Vamos ver se essa segue esse padrão.

Uma curiosidade: um dos teasers dessa sexta temporada dava a entender que todas as temporadas estavam conectadas. Essa história da colônia de Roanoke foi citada pela personagem Billie Dean Howard, interpretada por Sarah Paulson, logo na primeira temporada. Será que a médium vai aparecer outra vez?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s