O Exorcista Série

O Exorcista – Série agrada na estreia

A nova onda das emissoras de TV dos EUA é produzir séries com uma chance prévia de sucesso, fazendo adaptações de filmes clássicos. Algumas deram muito errado como as adaptações de A Hora do Rush e Minority Report, que foram canceladas logo na primeira temporada. Outras deram certo como é o caso de Bates Motel, 12 Macacos e Ash Vs Evil Dead.

Uma das mais recentes adaptações é a série O Exorcista, baseada no clássico filme de terror (que por sua vez foi adaptado de um livro). A série encomendada pela Fox teve um primeiro episódio bem melhor do que eu imaginava.

O Exorcista SérieNa produção televisiva o padre Tomás Ortega (Alfonso “Poncho” Herrera) cuida de uma igreja e comunidade locais e percebe-se que ele tem um envolvimento pessoal com as famílias que frequentam sua paróquia. No entanto ele vem tendo sonhos constantes onde um padre desconhecido está lidando com uma criança aparentemente possuída por demônios. Ocorre que o padre em questão existe. Se trata de Marcus Keane (Ben Daniels) um servo da Igreja que se utiliza de métodos pouco ortodoxos e altamente discutíveis em sua luta contra o Mal.

Como era de se esperar, uma das famílias sob os cuidados de Padre Ortega começa a ter problemas. A mãe da família, Angela (Geena Davis), vai à igreja buscar ajuda. Ela afirma sentir que demônios estão morando em sua casa. O padre dá uma resposta interessante sobre isso nessa hora, lembrando o ceticismo do famoso padre Carras.
A série poderia cair nos moldes de  “monstro da semana” e isso seria péssimo para o espectador, mas parece que não vai ser assim. Teremos um arco que vai se desenvolver por toda a temporada, porém , pela promo divulgada do próximo episódio, a série pode se tornar parecida com a recente Outcast. Não vou dar spoiler, mas acho que isso também não seria muito interessante para a série.

A ambientação, a fotografia, o tipo de suspense e terror psicológicos, com apenas alguns sustos e imagens bizarras, ajudaram a série a iniciar com o pé direito. Não há jump scares (aquelas imagens que aparecem do nada com som alto só pra pegar o espectador no susto) tudo é bem sutil por enquanto, seguindo o molde do filme de 1973.

Também são bem claras as referencias ao filme, com alguns fan services. O final do episódio traz uma referência que faz qualquer fã do filme se arrepiar e sentir vontade de ver o que vem a seguir.

Um episódio é pouco para analisar a série, mas O Exorcista pode se dar bem se seguir um caminho próprio, com personagens cativantes e sem cair exageradamente em clichês. Os pontos da audiência no primeiro episódio não foram muitos bons, mas com o boca a boca podem melhorar. Agora nos resta acompanhar os próximos episódios para termos uma noção do destino da série.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s