Liga da Justiça Sombria (Justice League Dark) Crítica

Conheça a Liga da Justiça Sombria, a nova animação de DC

Liga da Justiça Sombria (Justice League Dark), dirigido por Jay Oliva, é a nova animação da DC Comics e traz personagens místicos e desconhecidos do grande público, embora também conte com participações especiais dos famosos da Liga original.

A trama começa quando cidadãos comuns começam a cometer homicídios pensando estar matando demônios. Isso acontece em várias cidades do universo DC,  levando a Liga da Justiça a agir. Batman vai junto com Zatanna investigar e, após um encontro com o Desafiador, Zatanna convence Batman a procurar Constantine. Já na casa de Constantine  Orquídea Negra aparece e está formado o time que irá investigar os fenômenos sobrenaturais por trás da onda de crimes.

A história contém alguns pontos que deixam a trama um pouco confusa e os plot-twists também não são tão interessantes.
Outro ponto desnecessário é a presença do Batman. Ele age como coadjuvante e parece estar ali só para dar um nome conhecido ao time e assim garantir mais audiência.

A animação em si parece um pouco “genérica”, sem traços marcantes. As cenas em que usa-se magia são bem feitas, assim como as lutas,   mas o resto da animação parece ter sido feito com pouca inspiração.

Apesar do plot ir e vir no começo a segunda metade do filme tem bastante ação e porradaria, o que faz com que o espectador fique bem ligado até o final.
Destino, o principal vilão do filme, está imponente e acabou se saindo muito bem. Outro personagem legal é Etrigan, com sua falas rimadas. O Desafiador funcionou bem como alivio cômico.

John Constantine, que teve a dublagem muito bem feita por Matt Ryan (o ator que fazia a série Constantine de 2014, atualmente cancelada), funciona bem como protagonista da animação, sendo o canastrão de sempre. Porém o politicamente correto tirou o cigarro da mão do personagem, hábito que faz parte da história dele, apesar da classificação do filme ser “R” (o equivalente a maiores de 18 anos no Brasil).
Há também uma participação interessante do Monstro do Pântano, além de pequenas participações dos personagens clássicos como a Mulher-Maravilha, Superman e o Lanterna Verde (John Stewart), que tem até uma cena de ação envolvendo o Batman que os fãs do Morcego vão adorar e os do Lanterna não.

A DC sempre teve excelentes animações e até hoje está na frente da Marvel nesse quesito, mas talvez o excesso de animações em sequência tenha feito a Liga da Justiça Sombria ser aquém do padrão estabelecido, apesar de ser um ótimo passatempo. E esse ano ainda teremos outra animação, o Teen Titans – The Judas Contract. E você? O que achou de Liga da Justiça Sombria?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s