Deuses Americanos: Conheça alguns dos deuses que serão representados na série

A Série Deuses Americanos, baseada no livro homônimo de Neil Gaiman, trata da guerra entre os antigos e novos deuses pela devoção da humanidade. Na obra de Gaiman os deuses apenas existem em função da adoração humana e não o contrário.

Na América os deuses mais primitivos, adorados pelos nativos, foram perdendo sua importância e se enfraquecendo quando mitologias e lendas de outros povos chegaram no continente para tomar seu lugar, trazidas por povos de várias partes do mundo. Agora, nos tempos atuais, a fé e a adoração  dedicadas aos deuses são direcionadas para outras divindades, que personificam verdadeiros objetos de idolatria da sociedade presente: a mídia, as armas, a Internet, as autoestradas, etc. Shadow Moon, um ex-presidiário, conhece um senhor misterioso que o envolve na guerra sangrenta entre os velhos e novos deuses. Seu papel, contudo, é mais importante do que ele mesmo imagina nessa batalha pelo coração dos homens.
Vamos agora conhecer alguns personagens e os deuses que eles representam:

Shadow Moon (Ricky Whittle): é um humano escolhido para intermediar a guerra entre os velhos e novos deuses. Num conto chamado The Monarch of the Glen, que faz parte do livro de contos e poemas de Gaiman chamado Das Coisas Frágeis, é revelado que Shadow é o bondoso Baldur, deus nórdico filho de Odin que representa a justiça e o perdão.

Shadow Moon American Gods

Mr. World (Crispin Glover): Loki, deus nórdico conhecido entre nós por ser trapaceiro. Sua relação com os outros deuses é ambígua e nunca se sabe o que está por trás de suas ações. Desempenha na mitologia o papel decisivo na sequência de eventos conhecida como Ragnarok, onde a maior parte dos principais deuses é destruída.

Mr World American Gods

Mr. Wednesday (Ian McShane): Ninguém menos que o próprio Odin, o pai de todos os deuses da mitologia nórdica.

Mr. Wednesday American Gods

Technical Boy (Bruce Langley): Novo deus que representa a tecnologia, em especial a Internet.

Technical Boy

Bilquis (Yetide Badaki): o nome é associado a Rainha de Sabá, personagem bíblico e tradicional que ficou conhecida por honrar o Rei Salomão em virtude de sua famosa sabedoria. Segundo algumas crenças trata-se de uma entidade feminina meio mulher, meio demônio. Na série pode ser que uma cena um tanto bizarra envolva essa personagem e quem leu o livro deve estar curioso pra conferir.

img6

Mad Sweeney (Pablo Schreiber): O nome é associado ao rei lendário medieval irlandês Suibhne Mac Colmain, que ficou louco após ser amaldiçoado por São Ronan por combater o avanço da Igreja na Irlanda. Na série Mad Sweeney é um leprechaun bêbado e bom de briga.

Low Key Lyesmith (Jonathan Tucker): Esse vou deixar no mistério, mas o nome já é mais do que uma excelente dica de sua identidade.

Zorya Vechernyaya (Cloris Leachman): Na mitologia eslava é uma das deusas que guarda os portões do palácio de Dazbog, deus que representa o Sol. Zorya Vechernyaya fecha os portões ao entardecer, quando Dazbog volta ao seu palácio em sua carruagem para descansar.

Czernobog (Peter Stormare): deus eslavo chamado de deus negro ou sombrio. Relacionado com o próprio diabo, na obra de Gaiman é apenas uma figura que certamente possui um temperamento violento, mas não tem qualquer influência no mundo humano atual.

Czernobog American Gods

Mr. Jacquel (Chris Obi): Anubis, deus egípcio que possui corpo de homem e cabeça de cachorro. É protetor das tumbas, embalsamador e guia das almas dos mortos no além.

Mr. Ibis (Demore Barnes): Thoth, deus egípcio que tem corpo de homem e cabeça de ibis, uma ave da família dos pelicanos comum na África. É mestre das artes mágicas, deus da ciência e tem ainda um papel importante no julgamento das almas dos mortos.

Jinn (Mousa Kraish): Gênio, na cultura árabe é uma entidade habitante dos desertos que tem o poder de realizar desejos.

Mr. Nancy (Orlando Jones): Anansi, deus africano que tem forma de aranha mas que também pode se apresentar sob a forma de homem. É o espírito que representa todas as histórias e tradições conhecidas. Possui grande habilidade como orador e uma vasta sabedoria.

Media (Gillian Anderson): mais um dos novos deuses, representa todas as formas de comunicação.

img8

Easter (Kristen Chenoweth): Eostre ou Ostara, deusa germânica a quem o festival do Easter era dedicado antes de ser substituído pela Páscoa cristã. Associada a primavera, fertilidade e amor.

Vulcano (Corbin Bernsen): Entidade criada apenas para a série. Representa o culto as armas. O nome vem de Vulcano, deus romano da forja, do fogo e dos trabalhos com metal em geral. Equivale ao deus grego Hefaisto.

Agora, conhecendo um pouco mais de alguns personagens, nos resta esperar a estreia da série dia 30, no canal Starz. Que comece a batalha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s