Better Call Saul mantém o ritmo de Breaking Bad

Better Call Saul, o spin-off de Breaking Bad, retorna para a sua terceira temporada no mesmo bom ritmo das temporadas anteriores.

No episódio “Mabel” vemos um flashforward que mostra Jimmy/Saul (Bob Odenkirk) vivendo sob uma identidade falsa depois de todos os acontecimentos de Breaking Bad. Ele procura ser o mais discreto possível para não chamar atenção para si, mas quando um jovem é preso em sua frente, por força do hábito, ele acaba falando para o rapaz “não dizer nada e procurar um advogado”. Essa fala serve tanto para mostrar que o personagem ainda pensa como advogado quanto para dar alguma esperança de que, no futuro, ele volte a exercer seu ofício.

Já na narrativa principal o episódio começa exatamente onde parou na temporada passada. Chuck (Michael McKean) havia descoberto que seu irmão tinha falsificado os documentos do cliente Mesa Verde e possuía uma gravação que continha a confissão de Jimmy para provar. Entretanto o que parecia ser a ruína para nosso protagonista acabou não dando em nada, pois quando Howard ouve a fita diz que aquilo não recuperará o cliente e nem servirá como prova. Entretanto é certeza que essa história não acabará por aí, pois Chuck deixa “acidentalmente” seu ajudante Ernesto ouvir a fita e sabemos que no universo de Breaking Bad nada é por acaso.

Better Call Saul Mike, por sua vez, tenta descobrir quem evitou que ele matasse o Tio Hector e seus capangas em algumas cenas excelentes que serviriam bem a um filmes de espionagem. Mike é um personagem verdadeiramente badass e o trabalho de atuação silencioso de Jonathan Banks cai como uma luva.

Vince Gilligan (criador da série e diretor desse episódio) sabe como conduzir uma história de modo lento. Fãs de ação desenfreada às vezes se sentem incomodados com esse ritmo, mas em Better Call Saul, assim como em Breaking Bad, tudo é feito devagar e com muito cuidado, nada é desperdício de tempo. Além da direção, roteiro, diálogos bem escritos e boas atuações, a excelente qualidade da série também se deve a fotografia e ótimo uso das câmeras.

A série terá um episódio por semana disponibilizado na Netflix e iremos acompanhar a continuação da jornada de Jimmy até que se torne o inconfundível Saul Goodman.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s