O Dia do Atentado mostra o maior atentado terrorista nos EUA desde o 11/09

O título O Dia do Atentado (Patriots Day), num primeiro momento, pode nos fazer crer que estejamos diante de mais um filme de ação clichê para elevar o patriotismo americano. Não é bem assim e seria muito simplismo ver o filme como puro marketing, pois o filme aborda de forma intensa uma tragédia real.

O longa mostra o atentado ocorrido em 2013 na maratona de Boston, executado pelos irmãos muçulmanos Dzhokhar e Tamerlan Tsarnaev.

Peter Berg, o diretor do filme, escolheu mostrar de forma realista o evento e, para isso, se utilizou de muitos efeitos práticos. As cenas são bem impactantes e podem ser perturbadoras para pessoas mais sensíveis.

Mark Wahlberg, que já havia trabalhado com Peter Berg no bom Horizonte Profundo, protagoniza o filme no papel do sargento Tommy Saunders. Curiosamente é o único personagem fictício do filme, todos os outros são baseados em pessoas reais. O inicio do filme mostra um pouco daquele dia na vida de alguns que, horas mais tarde, se veriam envolvidos de alguma forma no maior atentado em território americano desde o 11/09.

O elenco tem nomes famosos como John Goodman interpretando o comissário Ed Davis, J.K Simons como o sargento Jeffrey Pugliese e Kevin Bacon como o agente do FBI Richard DesLauries. Todos estão bem nos papéis, mas é Wahlberg que nos conecta emocionalmente com a história. A surpresa,  o medo,  a tristeza e incredulidade que aquele dia surreal causa nele estão em seus olhos e é impossível não ter empatia com sua dor.

As motivações dos terroristas não são bem esclarecidas, mas o filme mostra que os irmãos acreditavam em teorias da conspiração sobre os atentados de 11/09, algo raramente citado num filme americano.

As cenas de ação e perseguição são excelentes. Perto do fim há uma bela sequencia de ação bem realista. Há também uma certa dose de documentário onde vemos fotos e cenas originais da época inseridas de modo natural no filme.

O grande personagem dessa história na verdade é a cidade Boston, cujo senso de comunidade cresceu e se fortaleceu na caçada ao inimigo comum

O Dia do Atentado não é um filme leve. É sufocante e realista, faz a gente refletir sobre muitas coisas. Vale a pena assistir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s