BoJack Horseman – Review da quarta temporada

BoJack Horseman é um dos melhores sitcoms no ar atualmente. Temas complexos (e muitas vezes dolorosos) são tratados com uma boa dose de realismo, apesar do humor ácido e “absurdista” que permeia a série. Curiosamente a série tem animais como personagens e BoJack, um protagonista dos mais humanos já criados, é um cavalo.

(spoilers da quarta temporada)

No fim da terceira temporada BoJack se afasta de todos e cai numa profunda depressão após a morte de Sarah Lynn. Nessa nova temporada sua história segue um rumo paralelo ao de seus companheiros habituais. Enquanto ele lida com fantasmas de seu passado Princesa Carolyne decide dar um sentido maior para a própria vida além da busca pelo sucesso profissional, Mr. Peanutbutter se envolve com política, Diane tenta equilibrar carreira e casamento e Todd continua tendo ideias brilhantes.

Bojack HorsemanOs arcos envolvendo os personagens de apoio, embora tragam alguns momentos engraçados, não são nem de longe tão interessantes quanto a historia do protagonista e, por vezes, fiquei impaciente vendo tanto de Mr. Peanutbutter enquanto o que realmente queria era ver mais cenas do protagonista (e olha que gosto muito do cachorro bonitão e boa praça).
Um dos melhores episódios foi quando BoJack vai passar um tempo numa antiga casa, agora caindo aos pedaços, onde sua mãe havia crescido. As cenas se alternam entre presente e passado, mostrando a infância e juventude da mãe de BoJack e todos os acontecimentos tristes que a levaram a ser como é.

Após um tempo BoJack resolve voltar para sua vida, mas descobre que tem uma filha e que sua mãe está agora com demência. A jornada de BoJack enfrentando seus fantasmas do passado tinha apenas começado.

BoJack é um personagem apaixonante por ser incrivelmente familiar. Em algum momento você invariavelmente vai se identificar com ele, seja no ceticismo, na insegurança, no medo de se relacionar, no desejo de fuga, nas tentativas atrapalhadas de melhorar como pessoa e fazer o bem (que sempre acabam em mais confusão), na luta contra a solidão. Se você é humano não tem como não sentir empatia por BoJack, esse cavalo ex-celebridade, decadente, alcoólatra, que tem um coração de ouro por baixo de uma grossa camada de sarcasmo. Ao final do último episódio uma luz aparece no horizonte como promessa de dias melhores à frente. Resta saber se BoJack estará pronto para eles. Vamos conferir na próxima temporada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s