Salvation – Review da primeira temporada

A série Salvation tem uma ótima premissa, apesar de não ser muita inovadora. Um asteroide está em rota de colisão com a Terra e em seis meses poderá destruir a humanidade. A série é focada no jovem do MIT, Liam Cole, que tenta achar um modo de evitar o apocalipse ao lado de um pop star da tecnologia chamado Darius Tanz.

O início é o de sempre quando se trata de produções com esse tipo de tema: algumas pessoas sabem mas não contam para outras, algumas teorias da conspiração, etc. A série até acerta em mostrar alguns mistérios e conspirações envolvendo os EUA e a Rússia e chegou a parecer que o governo americano seria o vilão, mas isso não dura por muito tempo.

O problema é que o jogo político e intrigas internacionais ocuparam quase todo o tempo da temporada, deixando a parte da ficção científica de lado. O espaço não é explorado, não há consequência alguma no planeta por causa da vinda do asteroide exceto brigas entre governos e cientistas.

Salvation - primeira temporada Outro ponto negativo foi o excesso de relacionamentos e dramas desnecessários, pois nada acrescentaram à trama principal e só serviram para enrolar a trama, tirando o foco do asteroide prestes a acabar com a raça humana.

O elenco está com atuações na média. Destaque para Santiago Cabrera que faz Darius Tanz e Jennifer Finnigan que faz Grace Barrows. O resto carece de carisma.

(spoilers)

Ao fim da temporada creio que aquilo que a série vendeu não foi entregue. O plano de mandar um foguete para destruir o asteroide, elaborado durante toda a temporada, não se concretizou. Outro plano consistia em mandar alguns humanos escolhidos a dedo para colonizar Marte (algo que por si só já é uma absurdo), mas esse plano também não se concretiza. O recrutamento no final não pareceu fazer sentido algum já que, com a correria dos últimos eventos, somente quem teve a sorte de estar próximo do ônibus espacial conseguiu embarcar. Por fim o asteroide não chega a Terra. Treze episódios foram usados para fazer nada! Minha dica: se você gosta de uma boa ficção científica e valoriza seu tempo, passe longe da série.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s