As 7 cenas de lutas do cinema mais empolgantes nos últimos anos

No final de semana, para dar um toque de nostalgia, resolvi assistir a um dos meus filmes preferidos de ação: Police Story: Supercop. Assisti pela primeira vez quando era ainda apenas uma padawan e esse filme me marcou muito. Cenas de luta com coreografias dinâmicas e impecáveis, efeitos práticos, atores dispensando dublês, enfim, pacote completo.

Foi através desse filme que eu, que já era fã do Jackie Chan, conheci uma das minhas grandes musas: Michelle Yeoh. Desculpe-me, Jackie, mas sua versão feminina é muito melhor (não adianta espumar pela boca, no coração a gente não manda). E como é bom ver uma cena de pancadaria bem feita, bem coreografada e bem filmada! Resolvi então escrever esse singelo post sobre cenas memoráveis de luta nos cinemas. Não tenho a pretensão de fazer aqui uma lista definitiva, mas apenas rever alguns bons momentos, afinal “recordar é viver”. Se você viu a todos esses filmes aproveite para matar a saudade. Caso não tenha visto algum deles, corra até a locadora mais próxima (alguém da produção pode, por gentileza, fechar esse buraco de minhoca que acabou de se abrir aqui? Grata).

-Old Boy (2003):
O filme coreano dirigido por Park Chan-wook é repleto de cenas intensas, carregadas de emoções pesadas e muita violência, mas a cena em que Dae-su (Choi Min-sik) enfrenta um pequeno exército num corredor, armado apenas com um martelo, é lendária:

-O Tigre e o Dragão (2000):
Sempre amei filmes de Kung Fu e quero citar uma belíssima cena de um belíssimo filme: O Tigre e o Dragão. A cena em questão mostra duas incríveis guerreiras num intenso duelo: Shu Lien (olha a Michelle Yeoh aqui de novo) e Jen (Zhang Ziyi, outra diva que fez o maravilhoso filme O Clã das Adagas Voadoras). É uma sequência de fazer as mãos suarem! A luta é frenética, porém, com movimentos artísticos e elegantes que quase fazem a gente prender a respiração:

-Capitão América : O Soldado Invernal:
Esse filme é um dos melhores da Marvel nos cinemas e essa cena é digna de ser vista e revista com certa regularidade. Um homem (que não é, nem de longe, “qualquer homem”) cercado por vários inimigos dentro de um espaço reduzido, quase claustrofóbico: eis a fórmula de uma cena de luta inesquecível :

-Matrix (1999):
O primeiro filme dessa franquia realmente mexeu com a cabeça de uma geração. Uma obra-prima que poderia muito bem estar na história do cinema sem suas sequências, afinal, antes só do que mal acompanhado, não é? Neo (Keanu Reeves) se tornou um herói cyberpunk cultuado, sempre envolto por uma aura de santo. E quem não queria ver o testudo do Agente Smith (Hugo Weaving) finalmente levar uma sova? A luta entre Neo e Smith na estação do metrô é uma verdadeira homenagem aos filmes de western e de artes marciais.

-Kill Bill Vol. 2 (2004):
Kill Bill foi um fenômeno no cinema. O filme de Quentin Tarantino que conta a jornada de vingança de Beatrix Kiddo contra Bill e suas víboras assassinas é épico e faz referência a vários estilos de filmes, como Western Spaghetti, Bruce Lee e filmes japoneses de samurai. Mas, dentre tantas cenas de lutas e sangue, existe uma cena que me fez quase levantar da poltrona : A Noiva vs. Elle Driver. Épico!

-Kung fusão:

Kung fusão, de Stephen Chow, é uma paródia aos filmes de herói das artes marciais. Embora seja uma comédia cheia de momentos que beiram o absurdo, não deixa de ter seu drama e uma bela mensagem. A cena em que o Escolhido executa a Palma Budista é memorável.

-Atomic Blonde:

Charlize Theron já tinha ganho meu coração como atriz de ação desde Mad Max: Estrada da Fúria, mas em Atomic Blonde ela se superou. Meio James Bond, meio John Wick, armada ou na mão mesmo, a agente é uma máquina de combate e cada sequência é mais eletrizante que a outra. Minha cena de luta favorita é aquela em que ela é emboscada pela polícia de Berlin Ocidental enquanto procurava pistas no apartamento de um agente secreto, mas confesso que foi difícil escolher apenas uma cena, pois todas são ótimas. Atomic Blonde já nasceu um clássico do gênero.

Menções honrosas:

-Mulher Maravilha:

O filme da Mulher Maravilha foi um marco para a DC no cinema. A heroína é carismática, a história faz sentido, a trilha sonora é ótima (especialmente o tema principal) e existe um bom equilíbrio no tom, tanto do humor como das cores propriamente ditas. Pra completar, Gal Gadot é perfeita em cada frame, pode fazer o teste que com certeza não vai conseguir encontrar um sequer em que ela esteja menos do que maravilhosa (sacou a referência?).

-Tudo por um Furo:

Só vou dizer duas coisas: 1 -assista a esse filme e 2- se prepare para ver uma das melhores cenas de briga de gangue do cinema, com a participação de um elenco tão incrível quanto improvável.

É isso aí, aproveitem as dicas para animar o final de semana, tem pra todos os gostos.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s