Cult: A mais fraca temporada de American Horror Story

A antologia American Horror Story, há algumas temporadas, vem recebendo cada vez mais críticas negativas. Sejam elas merecidas ou não, o fato é que, desde Coven, a série vem dividindo opiniões. Na última temporada, chamada Cult, a série inovou ao mostrar humanos como sendo os principais monstros da história, sem interferência do sobrenatural. American Horror Story Cult tratou do medo, paranoia e loucura que atingiram boa parte dos americanos após a eleição presidencial de 2016, que teve como vencedor o controverso candidato Donald Trump.

A série brinca com estereótipos, criando caricaturas de ambos os lados do radicalismo que tomou conta da sociedade. A crítica é pesada para ambos os lados mas, ainda que a intenção tenha sido interessante, acredito que o tema tenha destoado muito do propósito original da série.

Sem dúvida, foi uma ótima sacada mostrar como as pessoas ditas normais podem ser assustadoras e, até mesmo, aterrorizantes. Evan Peters interpreta Kai, o líder de uma seita (daí o nome da temporada) que vê na eleição de Trump uma chance para subir ao poder. Um personagem muito interessante e executado com esmero por Peters. Do outro lado Sarah Paulson vive Ally, mãe de um pequeno garoto e

casada com Ivy (Alison Pill). Ally é uma mulher cheia de fobias, que chegam a um ponto crítico após a eleição. Outra jogada interessante foi a série revisitar casos reais como os dos assassinos Zodíaco e Charles Manson, entre outros. As referências foram bem encaixadas no contexto, com direito a recriação de cenas de época.

img2

O problema, como dito anteriormente, foi a mudança de foco da série. Em Cult faltaram muitos elementos do gênero terror e, apesar de algumas cenas violentas, situações capazes de provocar medo e susto foram praticamente nulas. Nem o terror psicológico foi bem construído. Também foi baixo o engajamento, pela falta de carisma dos personagens. Um dos únicos com quem consegui me importar foi Winter, interpretada por Billie Lourd.

Cult se mostra a temporada mais fraca de American Horror Story até aqui. A crítica política não mostrou nenhum lado positivo e o final, nem um pouco feliz, mostra que ninguém está a salvo da loucura do mundo.

Anúncios

Um comentário sobre “Cult: A mais fraca temporada de American Horror Story

  1. Excelente série, desfrutei muito. Adoro está serie! Não vi quando estreou, mas depois de ver um capitulo, me fascinou e terminei a primeira temporada em muito poucos dias. Não conhecia a nenhum dos atores mas pareceu que fizeram uma grande eleição com este elenco. Frances Conroy é uma atriz incrível! Falar dela significa falar de uma grande atuação garantida, ela se compromete com os seus personagens e sempre deixa uma grande sensação ao espectador. A vi em O Conto, é um filme maravilhoso! Acho que é um dos melhores filmes de 2018 , é interessante ver um filme que está baseado em fatos reais, acho que são as melhores historias, porque não necessita da ficção para fazer uma boa produção. A história é impactante, sempre falei que a realidade supera a ficção. Acho que é uma boa idéia fazer este tipo de adaptações cinematográficas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s