The Rain – Perguntas sem respostas

Uma chuva misteriosa espalha um vírus contagioso e letal sobre toda a Dinamarca. Alguns sobreviventes se unem e farão tudo para proteger uns aos outros. Essa é a premissa da webserie dinamarquesa que recentemente estreou na Netflix. A ideia não é ruim, embora não seja de maneira alguma original. O cinema catástrofe já explorou diversas vezes temas envolvendo pandemias em filmes como Epidemia, Extermínio, Resident Evil, Eu Sou a Lenda, etc. O apelo de The Rain vem do ar adolescente que ela traz com seu núcleo de protagonistas extremamente jovens. As atuações são boas na maior parte das cenas, a fotografia é bonita e traz paisagens naturais escandinavas, a trilha sonora tem bons momentos (como a utilização da música Riverside, da dinamarquesa Agnes Obel), mas o roteiro, escrito por muitas mãos, traz incoerências e furos difíceis de ignorar. Abaixo vamos listar alguns:

(Spoilers)

Se o pai de Rasmus e Simone, o Dr. Frederik Andersen, pensava estar trazendo um tipo de cura para a humanidade ao participar da experiência de disseminação de um vírus através da chuva, por qual razão ele buscou os filhos na escola para escondê-los num bunker antes da tal chuva ocorrer? Como sabia previamente que a experiência iria dar errado?

Dr. Frederik visitou o bunker enquanto os filhos dormiam e o lacrou para que a empresa responsável pela catástrofe, a Apollo, pensasse que Rasmus e Simone estavam mortos e não tentasse usá-los como cobaias para encontrar a cura da doença que criaram. Ninguém notou que o bunker continuava operante e que estava sendo habitado ao longo dos seis anos que os irmãos ali viveram?

A Apollo foi enganada, mas um grupo de recém saídos da adolescência liderados por um ex-soldado achou o bunker e, ao invés de apenas tentar invadir, resolve cortar a ventilação na certeza de haverem pessoas vivendo ali. Não havia nenhum sinal das faixas colocadas anos atrás para lacrar o local.

Desde quando Rasmus é contagioso? Se ele foi responsável pela morte de Beatrice então ele é portador do vírus desde a infância. Mas antes da morte da garota houve um incidente no qual Rasmus se feriu gravemente. Mesmo tendo tido contato com o sangue dele ninguém do grupo adoeceu.

Beatrice morreu sem apresentar os sinais clássicos da infecção enquanto outros contaminados por Rasmus apresentaram os sintomas normalmente (vômitos, convulsão e agonia dolorosa).

No fim Rasmus passa a usar a máscara anti contaminação usada pelos “forasteiros”. Não usou a série toda e ninguém se contaminou, mas no fim é tratado como bomba-relógio até pela irmã.

Beatrice mentiu sobre seu passado para Martin e para Rasmus ou só para um deles? Nunca saberemos. E o desespero por proteção que a personagem apresentou em alguns momentos não condiz com o comportamento desafiador que muitas vezes ela tem dentro do grupo. O personagem poderia ter sido muito interessante na trama, mas foi mal construído e a atriz, desperdiçada.

Se os membros do grupo de Simone estão impedidos de sair da zona de quarentena por terem uma espécie de nanotecnologia em seus corpos que possibilita uma sumária execução remota via satélite caso qualquer um deles tente fugir, como  pensam que não serão localizados pela Apollo? E ainda fugiram usando um veículo do operativo deles!

As ruas se tornaram extremamente perigosas pois a maioria dos sobreviventes se transformou em saqueadores e assassinos. A regra é andar sem ser notado, mas o grupo de Simone resolve ir até uma praça abandonada e dar uma festa num ônibus sucateado. Nice move!

Aliás tudo é festa. Em pleno apocalipse temos uma festa com guerra de espuma no chuveiro. Resiliência level hard!

Se Rasmus for curado do vírus criado pela Apollo poderá morrer da doença que esse vírus combateu em sua infância? Que sinuca!

Que belo negócio esse de criar um vírus sem cura, testar em milhares de pessoas e matar quase todas elas e tentar vender esse vírus que, é bom salientar outra vez, NÃO TEM CURA. Lembrete: se a ideia é criar um agente patológico pra lucrar, favor não esquecer de ter a cura antes de disseminá-lo ou procurar compradores. Anotado!

Aguardemos pela segunda temporada. Quem sabe não hajam algumas respostas lá (ou talvez ainda mais furos)? É esperar pra conferir.

Anúncios

Um comentário sobre “The Rain – Perguntas sem respostas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s